Arqueologia
Ambiente
Actividades
Notícias
Campo Arqueológico de Proença-a-Nova 2014 - De 3 a 30 Agosto

O Campo Arqueológico de Proença-a-Nova (CAPN) realiza-se pelo terceiro ano consecutivo, novamente com âmbito internacional. O CAPN foi a modalidade definida para concretizar o acordo estabelecido entre a Câmara Municipal de Proença-a-Nova e a Associação de Estudos do Alto Tejo para a valorização do património arqueológico municipal.

O CAPN realizou-se pela primeira vez em 2012 com a escavação e reconstrução (parcial) da anta do Cão do Ribeiro. Contudo, a primeira escavação arqueológica executada em Proença-a-Nova, com enquadramento e apoio autárquico, incidiu no Forte das Batarias, em 2007. Alguns resultados destes trabalhos, a par de diversos colóquios promovidos pela Câmara Municipal de Proença-a-Nova e do projecto do centro de interpretação, estão disponíveis nos nº 1, 5 e 6 da revista digital Açafa on line (www.altotejo.org).

Em 2013 o CAPN teve âmbito internacional e consistiu na escavação de dois outros monumentos megalíticos (Vale de Alvito e Cabeço da Anta) integrados no PR1 PN (percurso pedestre História na Paisagem), situado nas Moitas. A continuação dos trabalhos nestes dois monumentos consubstancia o CAPN 2014.

A ênfase na temática do Megalitismo resulta do facto de corresponder ao concelho de Proença-a-Nova uma das mais densas manchas de sepulturas pré-históricas, daquele tipo, identificadas, de modo pioneiro, pelos arqueólogos alemães Georg Leisner e Vera Leisner, publicada, postumamente, na obra Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel - Der Westen, em 1995.

O programa do Campo Arqueológico (CAPN 2014) inclui, para além dos trabalhos de escavação arqueológica e de outras práticas de campo, quatro visitas de estudo e dez palestras, num figurino idêntico ao adoptado em 2013. Estas actividades são de frequência obrigatória para os participantes inscritos no CMPN 2014. Contudo, a assistência às palestras é livre.

O CAPN tem como parceiros, na indicação de participantes ou no apoio técnicocientífico, a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, a Universidade de Alcalá de Henares, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a Universidade de Évora através dos centros de investigação CHAIA e Laboratório Hércules, diversas empresas (EMERITA, Epicentro e Superfície Geomática) e os investigadores que se disponibilizaram a participar nas palestras programadas.


Programa(PDF)

« Julho 2017 »
D S T Q Q S S
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          
SIGA AS NOSSAS PEGADAS
 PESQUISA